6 comentários em “Meia Noite em Paris (Woody Allen, 2011)

  1. ‘Meia Noite em Paris’ é um belo filme. Acho que ele representa bem toda a Paris que idealizamos, com aquela imagem nostálgica e romântica, cultural e efervescente. De uma certa maneira, acho que o personagem do Owen Wilson é um alter ego do Woody Allen. E a obra é totalmente merecedora das honras que vem recebendo.

    • Owen Wilson foi praticamente um Woody Allen ali. Cada detalhe, vindo de alguém que parece estar apaixonado pelo que esta filmando, deu ao filme um tom único de nostalgia, de amor….

  2. E bota marcante nessa aparição de Adrien Brody. A cena sobre Rinocerontes é uma das melhores do filme.

    Gostei deste estudo que Allen faz com nossa nostalgia, nosso decontentamento com o presente achando sempre que nascemos em época errada. O passado sempre nos atrai, e ele deixa claro isso quando Gil volta num passado do passado, e as pessoas comentam que queriam ter nascido na época da Renascença, rs.

    Belo texto. Dá pra ver que vc também se apaixonou pelo filme =)

    Abs!!

  3. Adoro o roteiro do Allen, na verdade o filme inteiro. O Allen traz a essência do todos que apreciam a arte e uma aula para aqueles que sempre acharam que haviam nascido na época errada. Seu texto foi muito claro e consistente. Abs.

    • Ah vlw Jonathan, como eu disse ali embaixo, gosto muito desses roteiros criativos, e a homenagem, o humor, a nostalgia, a mensagem foi muito bem incluida nessa criatividade.
      Abç!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s