5 comentários em “Vírus (2009) de Àlex Pastor e David Pastor

  1. Não concordo com a sua crítica Andinhu… Vírus é um filme vivo que consegue despertar fortes emoções…é um jogo psicológico do início ao fim e que não quer contar com humor.

  2. Jerome, espero que tenha lido a crítica inteira e não apenas o último parágrafo, acho que argumentei bem, e consegui expor minha opinião. O cinema é assim, funciona com uns, e com outros não! =D

    e sinceramente, como eu havia dito no texto, o filme “não tem profundidade alguma. Não tem emoção, não tem humor, não tem suspense, não tem nada.”

    abçs e valeu pela visita!
    Andinhu.

  3. Filme sem profundidade???
    em uma só imagem o filme critica uma nação, transforma os personagens, instiga o senso do espectador e traduz uma noção de humanidade sublime….
    uma só imagem e mil coisas sendo ditas…
    mas então o que é ter profundidade????????????????????????

    típico pequeno filme com grandes idéias sendo executadas de forma brilhante, resultando numa grande jóia…

    uma atmosfera cuidadosa, fikei sem ar na beira do sofá, eletrizado….

    Sem blábláblá ou explicaçõesinhas o filme é puro cinema, imagem e movimento….
    senão fosse a trilha sonora bem previsível seria um filme maior ainda…..
    o/
    Abçs….

  4. Você deve ter assistido poucos filmes do gênero Rodolfo. Assista A Estrada e depois me diz o que achou. é infinitamente melhor e tem muito mais a dizer do que um filme tão clichê, tão “mais do mesmo”, tão sem emoção, e tão sem novidade quanto Vírus.

    Ate…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s